Como fica a Sipat da minha empresa depois da Covid-19?

Atualizado: 26 de Mai de 2020

Uma coisa é fato: depois da pandemia nada vai ser como antes. A aglomeração de pessoas e a postura de cuidados em eventos deverá ser revista, adotando práticas de distanciamento e higiene que estamos aprendendo por agora. Pelo menos não precisamos começar do zero. Pouco a pouco as pessoas têm tomado a consciência do certo e errado em relação ao risco de contágio. Isso vale não apenas para a Covid-19, mas também para tantos outros riscos advindos da ação de vírus e bactérias. A higienização das mãos, por exemplo, é um hábito bem-vindo que agora se faz um pouco mais presente no cotidiano dos brasileiros.


Mas informação nunca é demais. E aproveitar a SIPAT para reforçar esse tipo de conteúdo é um gesto muito oportuno. Vivemos em tempos de disseminação ágil de notícias e, nem sempre, o que chega às pessoas provém de uma fonte confiável. Com isso, fake news e até mesmo crendices e superstições podem desviam o foco do que realmente interessa.


Nesse sentido, a informação técnica, apresentada com clareza, o uso de recursos didáticos e a linguagem acessível são imprescindíveis para promover o engajamento da sua equipe em prol da saúde coletiva. Com a pandemia, ficou ainda mais evidente que se uma pessoa não faz a sua parte, todos os demais podem estar expostos a riscos.


A SIPAT é uma obrigação legal, conforme definido na Portaria N° 3.214, NR 5. Portanto, em algum momento do seu calendário de ações, ela deverá acontecer. Preparar-se para adequações de formato é uma atitude prudente e estratégica. E ao planejar a temática a ser abordada, conte com a Cia. Traquitana. Nós queremos pensar junto com você, para propor ideias inovadoras em teatro empresarial. Afinal, levar informação com entretenimento é nossa especialidade. Fale com a gente, clique aqui.